Perspectivas de modelagem preditiva arqueológica: estudo de caso na Bacia do Rio Tubarão – Santa Catarina release_xhesnfbiorek7fy2j5cp2ki4si

by Henrique De Sena Kozlowski, Paulo DeBlasis

Published in Especiaria: Cadernos de Ciências Humanas by Universidade Estadual de Santa Cruz.

Volume 18, Issue 33 p72-92 (2019)

Abstract

A modelagem preditiva arqueológica é uma ferramenta de resolução pragmática de problemas relacionados com a localização de sítios arqueológicos, relacionada principalmente com a diminuição de custos e aumento na eficiência de atividades de survey. Há uma preponderância na utilização de dois métodos distintos de modelagem preditiva: uma abordagem chamada de dedutiva e outra, indutiva. Neste artigo, iremos discutir aspectos destes dois tipos de técnicas de modelagem preditiva, aplicando os dois métodos mais recorrentes na literatura em uma área piloto na região sul de Santa Catarina, a bacia do Rio Capivaras. Os modelos preditivos foram utilizados para avaliar a distribuição espacial de um tipo particular de sítio na região, caracterizado pela presença de uma mancha circular de solo bastante escuro com materiais líticos e resíduos de atividades de combustão. Com objetivo de avaliar criticamente os diferentes métodos de modelagem, foram realizados alguns testes comparativos, demonstrando pontos positivos e negativos de cada método.
In application/xml+jats format

Archived Files and Locations

application/pdf  1.4 MB
file_ahw7gpp3ujhk3auxgmrvkcwec4
web.archive.org (webarchive)
periodicos.uesc.br (web)
Read Archived PDF
Archived
Type  article-journal
Stage   published
Date   2019-12-09
Work Entity
access all versions, variants, and formats of this works (eg, pre-prints)
Catalog Record
Revision: 28edc33d-1680-4829-87a3-94eb0c5b5680
API URL: JSON