Cuidado, interseccionalidade e feminismo release_vgabn6wwg5gu5g4h2cacbfyklm

by Pascale Molinier

Published in Tempo Social by Universidade de Sâo Paulo.

2014   Volume 26, p17-33

Abstract

Este artigo propõe uma análise retrospectiva de uma pesquisa etnográfica realizada num estabelecimento medicalizado para pessoas idosas. Trata-se de compreender quais as condições sociais e organizacionais favoráveis a uma cultura do cuidado. A pesquisa não permitiu a superação dos antagonismos em termos de raça entre a equipe de direção e de supervisão e a equipe das cuidadoras. Mas formalizou a oposição entre o "profissionalismo" concebido pela supervisão como sendo a "boa distância" e a ética do cuidado das auxiliares de enfermagem e cuidadoras expressa em termos de amor.
In text/plain format

Archived Files and Locations

application/pdf  686.7 kB
file_4tvcj6nxijgvxkjbrnogyd4eii
www.scielo.br (repository)
web.archive.org (webarchive)

Web Captures

https://www.scielo.br/j/ts/a/8P99gKzNYJM6bFLhhKfMmNP/?lang=pt
2022-01-31 23:25:19 | 23 resources
webcapture_ddr4wsefrfgn5lfrafwvacsvse
web.archive.org (webarchive)
Read Archived PDF
Preserved and Accessible
Type  article-journal
Stage   published
Year   2014
Language   pt ?
Container Metadata
Open Access Publication
In DOAJ
In ISSN ROAD
In Keepers Registry
ISSN-L:  0103-2070
Work Entity
access all versions, variants, and formats of this works (eg, pre-prints)
Catalog Record
Revision: 762a50d2-6662-4a23-9087-510941b3bf9a
API URL: JSON