Estimativa dos coeficientes específicos de mortalidade infantil segundo peso ao nascer no município de São Paulo (Brasil) release_t2z32fjwmbekbnygrcqt47nj3m

by Carlos Augusto Monteiro

Published in Revista de Saúde Pública by FapUNIFESP (SciELO).

1981   Volume 15, p603-610

Abstract

Foi estimada a distribuição do peso ao nascer da coorte dos recém-nascidos que deu origem aos óbitos infantis estudados pela Investigação Interamericana de Mortalidade na Infância no projeto de São Paulo (1968-70) e determinados os riscos de óbito associados a cada intervalo de peso de nascimento. Assim, foram apurados coeficientes de mortalidade infantil de 305,5, 50,2 e 34,4 para recém-nascidos de baixo peso, peso deficiente e peso superior a 3.000 g. A comparação destes coeficientes com os registrados na área americana incluída na investigação citada (Califórnia), revelou excesso de mortalidade, particularmente notável não para os recém-nascidos de baixo peso, mas para os recém-nascidos de peso superior a 3.000 g. O ajuste da mortalidade de São Paulo (Brasil) à distribuição do peso ao nascer observada na Califórnia foi capaz de explicar 15% do excesso da mortalidade infantil e 21% do excesso da mortalidade neonatal de São Paulo.
In application/xml+jats format

Archived Files and Locations

application/pdf  507.1 kB
file_ykkvq6nvfnchxfdmkhpa6cdmzy
www.scielosp.org (web)
www.scielo.br (repository)
web.archive.org (webarchive)
web.archive.org (webarchive)
Read Archived PDF
Preserved and Accessible
Type  article-journal
Stage   published
Year   1981
Container Metadata
Open Access Publication
In DOAJ
In ISSN ROAD
In Keepers Registry
ISSN-L:  0034-8910
Work Entity
access all versions, variants, and formats of this works (eg, pre-prints)
Catalog Record
Revision: d0ca36fd-6d33-48f8-a46a-c6f159f90132
API URL: JSON