A agogé espartana release_rgue4jipyreq5nsyychehkgrwq

by Luciene De Lima Oliveira

Published in Principia by Universidade de Estado do Rio de Janeiro.

2019   Issue 38, p63

Abstract

Em Esparta, a coragem fazia parte da formação do caráter de um homem. O desenvolvimento da coragem era uma obsessão espartana, os guerreiros não deviam ter medo de nada, sendo resistentes aos ferimentos, odiando qualquer demonstração de covardia e, extremamente, dedicados à pólis. Cada espartano tinha de ser um soldado perfeito e sua maior glória era morrer em batalha; retornar derrotado, jamais. Desse modo, toda a sociedade e educação espartana estavam voltadas para a guerra. Uma das frases atribuídas às mães espartanas era: "espero que meu filho volte com o seu escudo, ou deitado sobre ele". Assim é que este artigo tem por escopo discorrer a respeito da agogé espartana, que era um tipo de educação peculiar com fins extremamente belicosos.
In application/xml+jats format

Archived Files and Locations

application/pdf  626.4 kB
file_ngngmemvbfbajbki3nize7lova
web.archive.org (webarchive)
www.e-publicacoes.uerj.br (publisher)
Read Archived PDF
Archived
Type  article-journal
Stage   published
Date   2019-11-06
Container Metadata
Open Access Publication
Not in DOAJ
Not in Keepers Registry
ISSN-L:  1415-6881
Work Entity
access all versions, variants, and formats of this works (eg, pre-prints)
Catalog Record
Revision: 132fae3a-2c8b-46ef-aefa-f5a5f0515751
API URL: JSON