Nelson Rodrigues e o melodrama no teatro contemporâneo: a transposição para o palco do folhetim Escravas do amor, da companhia teatral carioca Fodidos Privilegiados release_kpoxqnv2rnfctbmfpxnhzkfooi

by Carolina Barcelos

References

NOTE: currently batch computed and may include additional references sources, or be missing recent changes, compared to entity reference list.
Fuzzy reference matching is a work in progress!
Read more about quality, completeness, and caveats in the fatcat guide.
Showing 1 - 10 of 10 references (in 105ms)
[b0]

via grobid
MAGALDI, Sábato. Moderna dramaturgia brasileira. São Paulo: Perspectiva, 2006.
[b1]

via grobid
MARTIN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2006.
[b2]

via grobid
PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.
[b3]

via grobid
MEYER, Marlyse. Folhetim: uma história. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
[b4]

via grobid
OROZ, Silvia. Melodrama: o cinema de lágrimas na América Latina. Rio de Janeiro: Funarte, 1999.
[b5]

via grobid
PEREIRA, Victor Hugo Adler. "Dessa vez foi mais leve: intensificação e diluição nas leituras de Nelson Rodrigues". In: _____. Nelson Rodrigues, o freudismo e o carnaval nos teatros modernos. Rio de Janeiro: 7Letras, 2012. p. 99 -115.
[b6]

via grobid
RODRIGUES, Nelson (Suzana Flag). Escravas do amor. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.
[b7]

via grobid
RYNGAERT, Jean-Pierre. Ler o teatro contemporâneo. São Paulo: Martins Fontes, 1998. THOMASSEAU, Jean-Marie. O melodrama. São Paulo: Perspectiva, 2012. Peça de teatro
[b8]

via grobid
FONSECA, João (dir). Escravas do amor. Peça teatral. Teatro Carlos Gomes, Rio de Janeiro, agosto de 2012. (DVD). Submissão: 31/03/2020
[b10]

via grobid
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.