O movimento anacrônico da personagem Claudia na cena teatral de <i>O Deszerto</i> release_kno5jqqjqvhfvj5gymd77jo3oa

by Jéssica Ribas

Published in Em Tese by Faculdade de Letras da UFMG.

2019   Volume 24, p108

Abstract

O presente trabalho utiliza a definição de anacronismo, empregada pelo filósofo francês Didi-Huberman em Diante do tempo (2011), para discutir a questão dos tempos implicados pela imagem na cena teatral. A utilização da palavra "movimento" funcionou como uma tentativa de enfatizá-la no contexto do teatro. Um movimento do anacronismo, portanto, que se apresente também no campo do visível, como acontecimento, extrapolando o campo das ideias. Para melhor aplicação da proposta, esta investigação centrou-se em torno da personagem "imagem-malícia" (DIDI-HUBERMAN, 2005) Claudia, retirada do espetáculo O Deszerto (2016), de autoria do grupo Mulheres Míticas. Essa personagem, que desencadeia uma reunião de tempos expressos por imagens literárias e plásticas (ROJO, 2016) que se formam dos dispositivos utilizados na cena, possibilitou pensar como esses conflitos temporais permitiriam que épocas fossem revisitadas, e se eles poderiam interferir nos modos de fazer dos sujeitos, com a proposta de ressignificar a história e "renovar o pensamento" (DIDI-HUBERMAN, 2012). PALAVRAS-CHAVE: anacronismo; política; imagem; memória.
In application/xml+jats format

Archived Files and Locations

application/pdf  343.3 kB
file_tsy54l2oz5ft7dcskjohgjngge
www.periodicos.letras.ufmg.br (web)
web.archive.org (webarchive)
Read Archived PDF
Archived
Type  article-journal
Stage   published
Date   2019-03-01
Container Metadata
Open Access Publication
Not in DOAJ
Not in Keepers Registry
ISSN-L:  1415-594X
Work Entity
access all versions, variants, and formats of this works (eg, pre-prints)
Catalog Record
Revision: 97c0e88e-3fda-4431-95e9-ce2873d8c503
API URL: JSON